Queda de cabelo?

 

 

Você sabia que é normal perder até 100 fios de cabelo por dia? Mas, quando há queda excessiva, o melhor mesmo é investigar as causas. A partir do diagnóstico, definimos quais serão os tratamentos adequados para promover mais saúde ao cabelo e couro cabeludo.

A Dra. Carla Gregório, da equipe médica da Clínica Adriana Vilarinho, falou recentemente ao site Yes Weeding sobre algumas causas e soluções para diminuir a queda dos fios. Confira:

1) Genética e fatores hormonais: a queda de cabelo pode ocasionar a alopécia androgenética (ou calvície). Nas alterações endócrinas, as mulheres tem maior chance de perder a densidade do cabelo. Além do tratamento dermatológico, a Dra. Carla também indica o acompanhamento ao endocrinologista.

2) Anemia, carência de ferro, stress e dietas: esses fatores estão relacionadas à queda intensa dos fios a partir da raiz. Chamamos de eflúvio telógeno, quando o fio capilar “pula” uma fase de vida. O crescimento de cabelo acontece em um ciclo saudável, que é dividido em três fases: anágena, catágena ou telógena. A telógena é a última do ciclo, que é quando o fio passa do crescimento para o repouso, antecipando sua queda (mesmo com a facilitação do penteação, por exemplo). Já o stress pode levar à oleosidade do couro cabeludo (dermatite seborréica) e contribuir para a perda dos fios.

3) Alterações da tireoide: sempre importante saber como está a função da tireóide, porque a glândula também interfere na saúde capilar.

4) Excessos de químicas, alisamentos, etc.: com os diversos tratamentos capilares nos salões de beleza, quem acaba sofrendo com o acúmulo de produtos é o cabelo. O excesso resulta em fragilidade e contribui para que o fio fique quebradiço. A dica é, antes de usar o secador, aplicar um protetor térmico e secá-lo a pelo menos um palmo de distância da raiz.

 

Como tratar

Na maioria dos fatores que desencadeiam a queda de cabelo, pode ser indicado (uso combinado ou exclusivo) o tratamento com sessões de laser, infiltração de medicamentos e vitaminas no couro cabeludo, além de xampus e loções para serem usados em casa.

 

Algumas dicas diárias também podem ajudar a trazer vida para o cabelo:

  • Evite dormir com os cabelos molhados, pois os fios ficam mais frágeis, além de proliferar fungos no couro cabeludo e causar a dermatite seborréica
  • Prender os cabelos com regularidade pode torná-lo quebradiço, principalmente nas chamadas “entradas” do couro cabeludo
  • Fortalecer as carências nutricionais com alimentação balanceada e rica em ferro

 

Veja também:

5 dicas para não sofrer com a caspa no frio

Cabelos brancos: como cuidar

Cabelos lindos são saudáveis